Jogos

Published on dezembro 27th, 2013 | by Mayara de Oliveira

Beyond: Two Souls, uma história que vale a pena ser jogada, e assistida

Cumpri o que havia colocado na lista de jogos que não deixaria de jogar antes de partir para a próxima geração de consoles. Apesar de ter lido e ouvido algumas críticas negativas do jogo, minha expectativa em relação a ele era muito boa, e de fato não me decepcionei.

Ao contrário de alguns amigos, não fui jogar com a ideia de “um novo Heavy Rain”, e sério, não há comparação, apesar de ser do mesmo diretor, David Cage, a experiência é diferente.

beyond_two_souls-HD

O que mais me atraiu no jogo foi a forma como a história é contada, a narrativa não é linear, a trama se desenvolve por meio de fragmentos, isso me deixava cada vez mais curiosa para saber o desenrolar e a conclusão da história.

É muito interessante você jogar com a protagonista criança e no capítulo seguinte ela já é adulta e no outro mostra o nascimento dela…e por aí vai.

No jogo acompanhamos a vida de Jodie Holmes, uma menina que, aparentemente, possui poderes paranormais e é a hospedeira de Aiden, um ser invisível que faz parte do Infraworld, uma espécie de mundo paralelo, e um dos grandes mistérios do jogo. Como Aiden precisa de Jodie para existir, ele a protege de todas as maneiras, muitas vezes sem medir consequências, por esse motivo Jodie tenta ao máximo controlar a entidade.

Logo o governo americano vê a menina como uma potencial “arma” contra seus inimigos e Jodie se torna uma agente da CIA, a partir daí a história começa a fazer mais sentido.

BEYOND_SCREEN_140

Quanto às mecânicas de jogo, tudo é muito simples e intuitivo. A tela é limpa, apenas um ponto branco aparece para indicar interação, e há poucas partes de escolhas / decisões, o que pode frustrar alguns jogadores. Na verdade, suas decisões ficam mais por conta de como você vai agir, qual será seu comportamento controlando Jodie e Aiden, se você vai ser mais “do bem” ou mais agressivo. Porém, no final das contas, essas escolhas ao longo da trama não fazem tanta diferença no final do jogo. As escolhas decisivas são feitas mesmo na parte final da história, e as possibilidades de finais são muitas, 24 no total.

O jogo ainda oferece a opção de um multiplayer, no qual um jogador controla Jodie e o outro Aiden, e traz legendas, menus e dublagem em português.

beyondtwosouljodienathan

Eu recomendo bastante essa experiência, me envolvi bastante com a história e achei o final surpreendente. Apesar de ser uma ficção científica, não é um jogo fantasioso e é possível se identificar com muitas situações, principalmente as que envolvem relações humanas. O fato de “jogar” menos e “assistir” mais não atrapalhou a minha diversão.

Tags: , , ,


About the Author

Produtora audiovisual e observadora da maternidade nas horas vagas. Não dispensa uma partida de FIFA e uma boa discussão sobre futebol. Acredita que Sam é o verdadeiro herói do filme "O Senhor dos Anéis". Não gosta de macaco e queria ter uma girafa de estimação.



Back to Top ↑
  • Categorias


  • PODCAST DESTAQUE

  • Curta a TdG