Cosplay

Published on novembro 18th, 2013 | by Mayara Itacaramby

Cosplay – ser um herói ou um vilão por alguns momentos!

Tendo início nos primeiros encontros dos fãs de Star Wars nos EUA nos anos 70, pode-se dizer que os cosplays conquistaram outros países, outras referências e cada vez mais fãs. Atualmente, em qualquer evento de anime/mangá, quadrinhos, rpg, games, séries pode se ver fãs vestidos com as roupas e acessórios de seus personagens favoritos – às vezes se apresentando, com direito à música, ensaios e até premiações, às vezes, desfilando e só se divertindo nos eventos.

Há cosplayers que levam bem a sério o assunto – gastando um valor alto para montar todo o personagem, correm em busca da melhor peruca, melhor maquiagem e melhor costureira. Outros, os famosos ‘cospobres’ não se deixam levar pela busca do melhor, e usam a criatividade e os recursos mais baratos possíveis para tornar sua fantasia real – e nem por isso, deixam de entrar no clima.

Todos os anos, desde 2000, acontece no Japão a World Cosplay Summit (sim, eles levam realmente a outro nível o assunto!) onde representantes de vários países se reúnem e competem entre si para o prêmio de melhor do mundo. E sim – já somos tricampeões, já ganhamos esse título em 2006, com a dupla de irmãos Maurício e Mônica Somenzari, atuando como personagens do anime Angel Sanctuary e em 2008, com a dupla Gabriel Niemietz e Jéssica Campos, que interpretaram personagens do anime Burst Angel e finalmente, 2011 com a dupla Maurício Psyposer e Mônica Somenzari, se sagrando bicampeões – mais info na página do WCS.

cosplay 1

Mas não se desespere! Eles são profissionais! – Você, jovem padawan, pode sim fazer seu cosplay sem a intenção de competir internacionalmente – e posso garantir que será divertido o resultado.

A primeira etapa consiste em escolher seu personagem – seja dos games, animes/ mangás, quadrinhos, desenhos – novos e antigos, filmes e/ou séries – total liberdade de ser o Geninho da She-ra ao Magneto.

Depois, é o momento de se pensar em qual roupa fazer, quais acessórios – e de limitar o orçamento para os itens – que pode incluir: peruca, roupa, sapato, capa, espada, armadura, etc. Pode-se gastar de 100 reais como até 1000, o que irá variar será:

1. Seu tempo para fazer uma pesquisa dentre as várias lojas dos itens que fazem parte do seu cosplay – de cosméticos no bairro da Liberdade, de tecidos na 25 de março, entre outros.

2. A qualidade dos itens – há perucas de 15/20 reais a perucas de 250 (ou mais!), tecidos de 5 reais o metro a rendas de 250 reais.

3. Disponibilidade do item – ex.: A peruca roxa que você precisa só é vendida em um site internacional, em dólar, que demora 15 dias para despachar seu pedido;

4. Mão-de-obra – Pode pedir para seu amigo, para sua avó – ou contratar uma costureira para modelar as peças e costurá-las pra ti; Ou pedir a alguém que molde uma armadura com durepox – ou você mesmo colocar a mão na massa!

Para mais informações de lojas, acessórios e afins – e até para conhecer cosplays já feitos, deixo a dica do Cosplaybr, site que reúne todas essas informações e você ainda pode trocar idéias com outros cosplayers!

Depois de todas essas etapas, só resta colocar seu cosplay e curtir seu momento de herói (ou vilão) nos eventos!

Tags: ,


About the Author

Gosta de personagens alternativos, uma mistura de Oscar Wao, Tom Bombadil e Tempestade que ama literatura, F1 e refrigerante sem gás.



Back to Top ↑
  • Categorias


  • PODCAST DESTAQUE

  • Curta a TdG