Filmes

Published on fevereiro 11th, 2016 | by Thiérri Parmigiani

0

Deadpool

A minha expectativa para o Deadpool era tão baixa que dificilmente eu não iria gostar do filme. Pensei até em não ir assistir só para não dar moral para uma criação do Liefeld. Mas chegou um convite bacana da FOX e lá fui eu ser a primeira pessoa a ver Deadpool no Brasil.

Começou o filme e em 10 segundos eu já estava rindo. Deadpool não deve ser classificado como um filme de herói e sim como uma comédia e nesse quesito ele é perfeito do início ao fim. Não que ele seja um filme ruim de herói, mas ele é uma comédia tão bem feita que seria injusto com o filme trocá-lo de categoria e tirar alguns (mesmo que poucos) pontos de sua nota final.

Tem quebra da quarta parede? Me perguntou cada fã chato do Deadpool que encontrei. Sim! Tem quebra da quarta parede, mas isso não é nem de longe a melhor coisa do filme. A melhor coisa do filme é como o personagem consegue sacanear o universo Marvel (Foxverso, no caso). A participação de alguns X-Men é maravilhosa e todas as menções ao grupo são extremamente engraçadas.

Ain! Mas é o Ryan Reynolds! As partes dele sem máscara são boas? Sim! Pra mim, as melhores partes do filme são os flasbacks que contam a história do Wade antes da transformação. Além do fato do filme sacanear o ator Ryan Reynolds em diversas partes, inclusive sua atuação como Lanterna Verde.

O filme recebeu classificação 16 anos. Posso levar meu irmãozinho de 12 para ver? Esse lance da classificação é tenso. Entendo o esforço da FOX em diminuir ao máximo a classificação para atingir mais público. Sabemos que essa classificação nunca é seguida, então, acho que 18 seria justo pois muitas pessoas de 16 iriam ver de qualquer forma. Já com 16, acredito que teremos até crianças indo ver. Sei que as pessoas costumam relevar violência e achar que isso não é fator determinante para impedir uma criança de assistir a um filme, mas o Deadpool apresenta momentos de violência incomuns em filmes de heróis. Só que não e só violência. O filme tem cenas de sexo que vão além de atores se esfregando debaixo do lençol! Estou Deadpool1falando de peitinhos e o Ryan Reynolds de quatro enquanto a sua esposa soca uma cinta caralha nele!

Mas o maior ganho do filme do Deadpool é mostrar que é possível fazer filmes independentes de heróis no mesmo universo em que rolam as grandes sagas. Duvido muito que alguém assista ao próximo filme dos X-Men questionando “Cadê o Deadpool?” igual costumamos ver no Disneyverso.

Deadpool é um filme para ser visto com amigos e eu já estou louco para rever. Vale muito a pena e não poderia dar uma nota diferente que DEZ!!!

Tags: ,


About the Author

Gosta de criar analogias absurdas. Apaixonado por quadrinhos e cinema apesar de não conseguir decorar o nome de mais de uma dúzia de diretores, escritores e desenhistas. Acredita que o Magneto é o Jesus dos mutantes. Tem só 60kg, mas merecia pesar uns 150kg.



Back to Top ↑
  • Categorias


  • PODCAST DESTAQUE

  • Curta a TdG