Fora do Hype

Published on junho 1st, 2015 | by Fabricio Caleffi

0

[Fora de Hype #6] Contrast

Contrast é mais um dos games de primeira leva do PS4 – que também saiu para PS3, Xbox 360 e Xbox One – que não chama muito a atenção, principalmente pelas mecânicas e visual bem fraquinhos, mas, pô, esse eu guardo com carinho na memória! E talvez por ele ter sido um dos primeiros que testei para o console na E3 de 2013, tenha sido algo que me fez querer jogá-lo, também.

A ideia do jogo é muito legal, e você é uma ajudante de mágico (se não me engano) que, sem muita explicação, está em um mundo de sombras e é amiga de uma menininha que parece ser a única a te ver. Você consegue transitar entre o mundo das sombras e o mundo físico e seu objetivo é proteger e salvar essa menina de ‘carne e osso’ filha de ‘pais de sombra’.

contrast-ps4

Basicamente, é um jogo de plataforma e puzzle em 2D, que utiliza uma engine 3D bem precária para dar profundidade de exploração ao mundo do game, já que você controla as sombras de acordo com a incidência e angulação de luz.

Conforme a história avança, você recolhe algumas anotações e jornais que vão explicando as coisas – e recomendo MUITO que você leia tudo o que encontrar para ir entendendo o que diabos está acontecendo – até o final que é IMPOSSÍVEL de não fasciná-lo. É uma amarração sutil e espetacular que me tirou um sorriso do rosto na hora, quase com uma lágrima escorrendo. :´-)

contrast-ps4-1

Dificuldade para platinar/milar: sopa de letrinhas! No máximo, você terá que rejogar algum nível e procurar uns lances escondidos e específicos, como uma certa sala de ‘cinema para adultos’. Mas é terminar o game e voltar para fazer isso em umas duas horas no máximo. Antigo, não é dos melhores, mas merecia muito mais atenção do que teve e que acabou sobrepujada pela engina fraca para um console de nova geração.

Tags: , ,


About the Author

Nerd, geek, gamer, aquarista, papai, um pouco de tudo e um muito de nada. Adora um salto de fé, um risolis e uma boa conversa com amigos. Não decora nomes, não lembra datas, mas de alguma maneira, acerta o próprio aniversário.



Back to Top ↑
  • Categorias


  • PODCAST DESTAQUE

  • Curta a TdG